FORUM DO BEREDICTH - COMENTARISTAS SELECIONADOS
aguarde um minutinho...conectando

O PROBLEMA DA EDUCAÇAO BRASILEIRA É A ESTRUTURA ESCOLAR, HERDADA DE PORTUGAL DO SÉCULO XIX.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O PROBLEMA DA EDUCAÇAO BRASILEIRA É A ESTRUTURA ESCOLAR, HERDADA DE PORTUGAL DO SÉCULO XIX.

Mensagem por WLADIR SANTOS em 16/3/2009, 8:53 pm

AGUARDEM A EXPLANAÇÃO COMPLETA SOBRE O SISTEMA MODULAR DE ENSINO INTENSIVO E EXCLUDENTE, NAS PALAVRAS DO PROFESSOR WLADIR DOS SANTOS, autor do livro
SANTOS, Wladir dos. ENSINO MODULAR- Uma revolução brasileira na educação. Edilap. S.Paulo, 1994

avatar
WLADIR SANTOS

Masculino Data de nascimento : 07/12/1937
Localização : Piracicaba (SP)
Número de Mensagens : 501
Data de inscrição : 09/02/2009

Ver perfil do usuário http://www.cmpp.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O PROBLEMA DA EDUCAÇAO BRASILEIRA É A ESTRUTURA ESCOLAR, HERDADA DE PORTUGAL DO SÉCULO XIX.

Mensagem por WLADIR SANTOS em 14/4/2009, 3:29 pm

EM 21-02-2008 EU PUBLIQUEI ESTA INFORMAÇÃO NO JORNAL O LIBERAL, DE AMERICANA.

25 ANOS SE PASSARAM

Em 1983, quando dávamos início ao Curso de Magistério no então Colégio Estadual João XXIII de Americana, inaugurávamos no mesmo dia o lançamento de algumas “novidades” de que a educação carecia há tempos.
O curso de Magistério a que dávamos início trazia:
A disciplina Informática Aplicada à Educação, para o Professor Primário (foi o Colégio João XXIII a primeira escola brasileira, pública ou particular, a ter um computador voltado para a formação educacional, em sala de aulas). Daria um livro esta colocação, pois ela colocava o uso da lógica booleana na compreensão dos mecanismos de entendimento humano. Posteriormente a experiência foi aproveitada pela UNICAMP ao sediar, a partir de 1986, no Colégio João XXIII, o Projeto Educom.
No curso de Magistério o que tivemos foi uma primeira turma mista, Professores e alunas, aprendendo o “bê-á-bá” da informática. Vários desses Professores e alunos seguiram os passos iniciados no João XXIII e hoje desfrutam de posições elevadas no time dos educadores que fazem a diferença entre vanguarda e retaguarda no campo. Para essa turma funcionar, eu pessoalmente fui ministrar as aulas, trabalhando com um velho (velho para hoje, claro, mas à época era o primeiro e mais atual!) CP-200, da Sinclair inglesa, fazendo programas em basic para que as alunas aprendessem sobre a similitude entre o pensamento humano e as decisões das máquinas que vinham antecedidas da fama de serem pensadoras. Não era excesso de zelo apenas, mas constatação de que não havia Professores que conhecessem tanto a informática quanto os assuntos da didática e pedagogia.
Infelizmente o Colégio não teve qualquer ajuda para desenvolver seu trabalho pioneiro. Até dentro de Órgãos Públicos da Educação torcia-se nariz para a novidade do uso de computadores em educação. Num Simpósio de três dias realizado em 1984 em S.Paulo, pela CENP, estando o pessoal da USP para falar no assunto aos presentes e tentar entusiasmá-los com a idéia trazendo experiências de escolas particulares que usavam a informática para fazer folhas de pagamentos, fui chamado, como Diretor da única escola pública a ter um computador, para apresentar o nosso trabalho em nada mais que 5 minutos, e assim mesmo por insistência de um Professor da USP, que ficou sabendo dele por outras vias (creio que pelo jornal O LIBERAL, que à época publicou sobre o assunto alguns artigos meus).
Desse Simpósio não guardei nada, tirando os fatos de que a minha brevíssima exposição foi interrompida por aplausos de quem estava sentindo a “alma lavada” pela escola pública que só tinha giz, quadro e saliva e pelo fato de que uma colega sindicalista de Campinas, pedindo a palavra em meio aos aplausos que para desespero meu não cessavam para eu continuar a exposição, berrou diante do microfone que estava na platéia: “o Senhor deveria é estar preso, pois enquanto não temos além de giz e quadros, o senhor compra computador para sua escola, ao invés de ajudar a demonstrar que o Governo não investe em educação... além de que comprar computador com o próprio salário para usar em aulas, é ilegal pois rebaixa as demais escolas em posição oposta à sua...”
Prof. Wladir dos Santos, MM
Ex-Diretor da Escola Padrão João XXIII de Americana.






avatar
WLADIR SANTOS

Masculino Data de nascimento : 07/12/1937
Localização : Piracicaba (SP)
Número de Mensagens : 501
Data de inscrição : 09/02/2009

Ver perfil do usuário http://www.cmpp.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum