FORUM DO BEREDICTH - COMENTARISTAS SELECIONADOS
aguarde um minutinho...conectando

O SISTEMA MODULAR É O PIONEIRO DE MUITAS COISAS NA EDUCAÇÃO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O SISTEMA MODULAR É O PIONEIRO DE MUITAS COISAS NA EDUCAÇÃO

Mensagem por WLADIR SANTOS em 19/8/2009, 1:19 pm

Quando se tenta relacionar as coisas que o SEMIE (Sistema de Ensino Modular Intensivo e Excludente) fez de novo, inusitado, é preciso que também se levantem as consequências práticas desses pioneirismos.
Vou colocar, em vários depoimentos, essas coisas, uma a uma, para não cansar quem me lê.

____

1) com o SEMIE nunca haverá momentos sem professor na escola. Mais que isso, os docentes ficam livres para se dedicarem a outras coisas, sem que isso represente prejuizo profissional ou econômico.
Veja esta diferença:
Na escola comum, pulverizadas as aulas e disciplinas, digamos que um Professor tenha uma quantidade máxima de aulas: 44 semanais. Ele passará o ano todo indo todos os dias para a escola, percebendo vencimentos equivalentes a essa carga horária. No SEMIE, nestas condições de número máximo de aulas, fica igual em termos de salários e contagens de tempo.
Até aqui nada de diferente.
Contudo, imagine que um Professor tenha conseguido apenas 8 aulas (ou 10...12...). Nestas condições, ele deverá ir para a escola alguns dias da semana, na pior das hipóteses 8 vezes para lecionar a uma única turma sua disciplina, durante todo o ano. Existirá uma carga vazia de 38 aulas semanais, que sempre pode completar em outros estabelecimentos, mas exigindo dele deslocamentos, com tempos legais para tal, entre uma escola e outra. Esses tempos vazíos não são cobertos por salários deixados de vencer.
No SEMIE, ele pegará as mesmas aulas como módulos, ou seja, lecionará sua disciplina durante algum tempo apenas, mas receberá todas as aulas contratadas para o ano todo. A partir daí estará livre para pegar outros módulos em outros estabelecimentos. Nunca, desta forma, haverá turmas que ficam sem aulas durante meses como acontece nas escolas comuns.
Se todas as escolas fossem modulares, TODOS os professores teriam o máximo de aulas previstos para cada um, mesmo que alguns tivessem que terminar os módulos primeiro em uma única escola e depois partirem para outras, onde estariam com aulas programadas para o período seguinte.
Exemplo: o Professor de Inglês que conseguiu 2 aulas semanais na escola A. Se ela for uma escola comum, o ano todo esse professor deverá comparecer semanalmente até duas vezes (pode ser uma vez se a escola juntos as suas aulas para atender aos professores com maior carga, quando da feitura dos horários). Perde o ano todo preso nessa atribuição que não lhe paga nem o transporte.
No SEMIE, se ele pegou um só módulo (Inglês, 2 aulas semanais), ele lecionará todas as aulas do ano seguidas, ou sejam: são 200 dias letivos, úteis, ou sejam, 40 semanas. As oitenta aulas que deveria ministrar, são realizadas em (40 x 2 = 80 e 80/5 = 16 dias). Desta forma, o Professor terá as suas 2 aulas semanais ministradas em 16 dias, seguidas, em forma intensiva. Depois dos 16 dias de aulas para a sua turma, estará livre, tanto para fazer outras coisas como para pegar novos módulos.
De qualquer forma, ele tanto poderá receber de uma só vez o valor das suas 80 aulas, como poderá receber mensalmente o equivalente à carga de 2 aulas semanais, ou seja, 9 aulas por mês.
Consequência: os alunos aprendem realmente Inglês, por terem feito curso intensivo, durante 5 horas por dia, ligados apenas nessa disciplina. É mais ou menos assim que as pessoas, tendo ido ficar uns tempos em algum país onde se fala inglês, aprendem o idioma rapidamente.
Pode-se colocar lado a lado quem aprendeu por módulos intensivos e excludentes e quem aprendeu pulverizadamente. Nem se compara o que um aprendeu e o outro aprendeu. Melhor ainda, quem aprendeu (SEMIE) está em condições de ler, traduzir, interpretar, conversar... e quem não aprendeu nas escolas comuns, só perdeu tempo.
Lenvantamento feito por nós, na ESCOLA PADRÃO MODULAR JOÃO XXIII, de Americana, pioneira nesse tipo de ensino, mostram que quando não existem Professores disponíveis para uma disciplina qualquer, pode-se deixar de lado essa disciplina por meses, até que tenha sido encontrado algum habilitado, sem ter que repor aula alguma: o seu Módulo simplesmente não existiu no começo do ano, mas passará a existir durante o ano.
Simples, não?
E extremamente vantajoso tanto para os alunos como para os Professores.
Voltarei para mais uma colocação
(está tudo explícito no meu livro Santos, Wladir dos. ENSINO MODULAR - UMA REVOLUÇÃO BRASILEIRA NA EDUCAÇÃO. 1994. Edilap. SP)

_________________
TERRORISMO NUNCA MAIS
[b]AS ÁGUIAS VOAM SOLITÁRIAS.
OS URUBUS É QUE CAÇAM EM BANDOS
[/b]
avatar
WLADIR SANTOS

Masculino Data de nascimento : 07/12/1937
Localização : Piracicaba (SP)
Número de Mensagens : 501
Data de inscrição : 09/02/2009

Ver perfil do usuário http://www.cmpp.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum