FORUM DO BEREDICTH - COMENTARISTAS SELECIONADOS
aguarde um minutinho...conectando

COMO PODE DAR CERTO? ... CLARO QUE NÃO DARÁ...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

COMO PODE DAR CERTO? ... CLARO QUE NÃO DARÁ...

Mensagem por attossa em 4/9/2009, 1:16 pm








Segunda-feira, 23 de Março de 2009

Professor de Pelotas ganha abaixo do "mínimo"


João Alberto da Silva
Da equipe do blog

A constante insatisfação dos professores com os salários faz perguntar: afinal, quanto ganham? Em Pelotas, professor da rede municipal recebe, por 20 horas, R$ 279, 12. Como a Constituição impede que se ganhe menos que o salário mínimo, a prefeitura complementa com R$ 100,88, para alcançar o valor legal.

Veja o absurdo: o profissional precisa ter salário complementado, pois não ganha sequer o que o governo considera mínimo! Hoje a prefeitura paga o referente a um salário mínimo de R$ 400, aquém do novo valor legal. Os professores terão de lutar, em sindicatos e justiça, para obterem o valor atual, de R$ 465.

Muitas pessoas acham que o vencimento do professor é cheio de regalias. Na verdade, o poder público paga adicionais ilusórios para não arcar com o que é direito do professor. Em Pelotas, a prefeitura paga “complemento” médio de R$ 138 a professores em sala de aula. Por que não somar este valor ao salário básico? Porque isso significaria pagar mais direitos trabalhistas e de mérito.

Há ainda "adicionais para formação". Professor com curso superior recebe adicional de R$ 266. Se tiver especialização, R$ 40. Mas não vale a pena, já que, se um curso de especialização custa em torno de R$ 4 mil, o valor do curso demoraria em torno de oito anos para ser recuperado. Se tiver mestrado, não ganha nada. Dourorado não vale nem parabéns no contra-cheque. Afinal, por que incentivar a qualificação dos professores?

Os profissionais que acumulam experiência na rede pública recebem "incentivos" de R$ 22 a cada três anos. Ou seja, com 10 anos, receberá um adicional de pouco mais de R$ 60. Além disso, o educador recebe “vale-pastel”, na forma de cartão magnético. O valor é de R$ 80, menos de R$ 3 por dia. Não dá para chamar isso de vale-refeição.

Em resumo, um professor em início de carreira em Pelotas recebe em dinheiro: R$ 279,12 (básico) + 100,88 (complementação do mínimo) + 138,00 (atividade de sala de aula) e desconta: - 11% (previdência) - 2% (plano de saúde) – R$ 22,80 (valor descontado por receber vale-transporte). Total aproximado: R$ 380. É esse o valor líquido que o professor recebe no final. Será que eles têm do que reclamar?



João Alberto é doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e estuda Psicologia da Inteligência. Tem artigos, livros e pesquisas publicadas em revistas científicas de diversos países. Escreve às segundas
.

_________________
TERRORISTAS NO GOVERNO NUNCA MAIS

SE EU FOR A METADE DO QUE DESEJO SER, SEREI O DOBRO DO QUE MEUS INIMIGOS
GOSTARIAM QUE EU FOSSE
avatar
attossa

Feminino Data de nascimento : 22/09/1980
Localização : Piracicaba
Número de Mensagens : 74
Data de inscrição : 25/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum